7 de fevereiro de 2011

WeizenMedo - Weissßier - Primeira de trigo

Neste domingo, 06/02 de 2011, finalmente pude fazer a já planejada Weissßier. Tudo saiu muito bem, até a OG que deu cravada a estimada pelo Beertools.

Vamos lá à receita.

WeizenMedo - Weissßier:

Ingredientes

O de sempre para 20L de cerva: 30L de água, 12L para brassagem (sem erros desta vez) e 18L para a lavagem.

Maltes
1,600 kg de malte Pilsen
2,500 kg de malte de Trigo
0,400 kg de malte Carahell
0,200 kg de malte Melanoidina

Lúpulos
10g de Hallertau Tradition (6,9% aa) a 60 min do final da fervura
6g de Hallertau Tradition a 30 min
6g de Hallertau Tradition a 10 min

1 sache de fermento seco WB-06 da Fermentis

Moagem

Tranquila, grãos com nucleo exposto sem muito farelo, dessa vez com a ajuda da minha outra princesa, a caçula

Caçulinha tambem moe malte

Malte de trigo

Brassagem

Aqueci os 12L da brassagem a 47ºC e inseri o malte, deixando a 45ºC por 10 min para a parada de acidificação. 
Tratando-se de uma cerveja de trigo, fiz a parada proteica. aquecendo a 52ºC e deixando nessa temperatura por mais 10 min.
Aquecendo agora para a parada da beta amilase, deixei 15 min a 68ºC.
Nova subida de temperatura e deixei a 72ºC por 25 min, feito o teste do iodo e constatado que não havia mais amido, subi a 78ºC para a inativação das enzimas.

Clarificação e Lavagem

Recirculei o mosto por mais de 20 min para a clarificação e iniciei a lavagem, com um "fly sparge" de terceira categoria improvisado com o bico do regador. Correu tudo bem nessa parte e coletei 25L de mosto para a fervura.

Recirculando o mosto

Cor tá me lembrando uma Paulaner (pretensão é foda)

Escadinha para a lavagem, notem o improvido do regador

Fly Sparge do terceiro mundo

Fervura

Fervura intensa de 60  min, com as inserções de lúpulo como planejado. Bem menos lúpulo que a Kölsh, dando um IBU bem baixo (14,4) mas dentro do estilo almejado.

Resfriamento, Oxigenação e Fermentação

Resfriar sem chiller com esse calor não é fácil, mas  com 3 sacos de gelo consegui os 20ºC que queria, medi a OG e "pimba", os exatos 1052 estimados pelo Beertools, eficiencia na brassagem de 75%.

Oxigenei da forma padrão e inseri o fermento, que tratou de afundar rapidamente. Dessa vez deixei o balde emerso numa bacia com água, pra ver se seguro um pouco os efeitos negativos de não poder fermentar em baixa temperatura controlada com esse calor.

Pretendo separar uma parte do mosto fermentado para maturar com polpa de maracujá. Veremos como a WeizenMedo vai ficar.

Até as próximas.


Postar um comentário